Escola da APEL
images/banners/16.jpg

User Rating: 5 / 5

 

12 DICAS DO PAPA FRANCISCO AOS JOVENS

No Domingo de Ramos, celebram-se as Jornadas Diocesanas da Juventude.
Apresentam-se, de seguida, 12 "dicas" com que o Papa Francisco incentiva os jovens
ao empenho na sua vida de fé, estudo, trabalho e construção de um  mundo melhor.

 

1) Espero que façam barulho!
«Espero que façam barulho… Aqui, no Rio, farão barulho, farão certamente. Mas eu quero que se façam ouvir também nas dioceses, quero que saiam, quero que a Igreja saia pelas estradas, quero que nos defendamos de tudo o que é mundanismo, imobilismo, que nos defendamos do que é comodidade, do que é clericalismo, de tudo aquilo que é viver fechados em nós mesmos.» (Jornada Mundial da Juventude, Rio de Janeiro, 25/7/2013).

2) Não olhem a vida da varanda!
«Por favor, não deixem para outros o protagonismo da mudança! Vocês são aqueles que têm o futuro! Vocês… Através de vocês, entra o futuro no mundo. Também a vocês, eu peço para serem protagonistas desta mudança. Continuem a vencer a apatia, dando uma resposta cristã às inquietações sociais e políticas que estão surgindo em várias partes do mundo. Peço-lhes que sejam construtores do mundo, trabalhem por um mundo melhor. Queridos jovens, por favor, não olhem a vida da varanda, entrem nela.» (Jornada Mundial da Juventude, Rio de Janeiro, 25/7/2013).

3) Não bebam fé espremida!
«Há laranja espremida, há maçã espremida, há banana espremida, mas, por favor, não bebam fé espremida. A fé é integral, não se espreme». (Jornada Mundial da Juventude, Rio de Janeiro, 25/7/2013).

20170407

4) Não a jovens de museu, sim a jovens santos!
«Não devemos ter a psicologia do computador, que pretende saber tudo. Todas as respostas estão no computador, nenhuma surpresa. Não a jovens de museu, sim a jovens santos. Mas, para serem santos, precisam de usar três linguagens: pensar bem, ouvir bem, fazer bem e deixar-se surpreender pelo amor. Esta sim que é boa vida.» (Viagem ao Sri Lanka e Filipinas,18/1/2015).

5) Viver, em vez de ir vivendo!
«É feio ver um jovem estático, que vive, mas vive como um vegetal. Dão-me muita tristeza ao coração os jovens que vão para a reforma aos 20 anos! Sim, envelheceram cedo... Viver, não ir vivendo!» (Viagem a Turim, 21/6/2015).

6) Sonhai grandes coisas!
«Sonhai grandes coisas. Sonhai que convosco o mundo pode ser diferente. Se derdes o melhor de vós mesmos, estais a ajudar o mundo a ser diferente. Não esquecer: sonhar!… As pessoas têm dois olhos, um de carne e um de vidro. Com o olho de carne vemos aquilo que olhamos. Com o olho de vidro, vemos aquilo que sonhamos.» (Viagem a Cuba, 20/9/2015).

7) Aprendamos a chorar!
«Convido cada um de vós a perguntar-se: Aprendi eu a chorar? Quando vejo uma criança faminta, uma criança drogada pela estrada, uma criança sem casa, uma criança abandonada, uma criança abusada, uma criança usada como escravo pela sociedade? Oh! O meu não passa do pranto caprichoso de quem chora porque quereria ter mais alguma coisa? Esta é a primeira coisa que vos queria dizer: aprendamos a chorar.» (Viagem ao Sri Lanka e Filipinas,18/1/2015).

8) Sede castos, sede castos!
«A vós jovens deste mundo, deste mundo hedonista, deste mundo onde só o prazer é publicitado, passar bem, levar uma vida descontraída, eu digo-vos: sede castos, sede castos.» (Viagem a Turim, 21/6/2015).

9) É preciso andar contracorrente!
«Não queremos jovens "fracotes", jovens que estão por aí e nada mais, nem sim nem não. Não queremos jovens que se cansam rapidamente e que vivem cansados, com cara de tédio. Queremos jovens fortes. Queremos jovens com esperança e fortaleza. Porquê? Porque conhecem Jesus, porque conhecem Deus. Porque têm um coração livre. Solidariedade. Trabalho. Esperança. Esforço… Mas, para isso, é preciso sacrifício, é preciso ir contracorrente. As bem-aventuranças… são o projeto de Jesus para nós. Um projeto contracorrente. Jesus diz: "Felizes os que têm coração de pobre". Não diz: "Felizes os ricos, que acumulam dinheiro". Não! Aqueles que têm coração de pobre, que são capazes de aproximar-se e entender o que é um pobre. Jesus não diz: "Felizes os que gozam a vida", mas diz "felizes os que têm capacidade de afligir-se com a dor dos outros".» (Viagem ao Equador, Bolívia e Paraguai, 12/7/2015).

10) Quem não arrisca não caminha!
«Já repeti muitas vezes: Arrisca! Arrisca! Quem não arrisca não caminha. "Mas, se eu errar?" Bendito seja o Senhor! Errarás mas, se permaneceres parado, parada: esse é que é o erro, o erro terrível... Arrisca! Tenta alcançar ideais nobres, sujando as mãos. Arrisca, como fez o samaritano da parábola. Quando estamos mais ou menos tranquilos na vida, há sempre a tentação da paralisia. Não arriscamos: estamos tranquilos, quietos... Aproxima-te dos problemas, sai de ti e arrisca, arrisca! Caso contrário, a tua vida lentamente tornar-se-á paralisada; feliz, contente, com a família, mas estacionada!... É muito triste ver vidas estacionadas; é muito triste ver pessoas que parecem mais múmias de museu do que seres vivos. Arrisca! Arrisca!» (Encontro em Villa Nazareth, 18/6/2016).

11) O nosso tempo não precisa de jovens-sofá!
O nosso tempo não precisa de jovens-sofá. Segui o exemplo de Maria de Nazaré, que não se fecha em casa nem se deixa paralisar pelo medo ou o orgulho. Maria não é daquelas pessoas que, para estar bem, precisam dum bom sofá, onde ficar cómodas e seguras. Não é uma jovem-sofá! Vendo que podia dar uma ajuda à sua prima idosa, Ela não perde tempo e põe-se imediatamente a caminho. Longo é o percurso para chegar a casa de Isabel: cerca de 150 quilómetros. Mas a jovem de Nazaré, impelida pelo Espírito Santo, não conhece obstáculos. As jornadas de viagem ajudaram-na, certamente, a meditar sobre o acontecimento maravilhoso em que estava envolvida. O mesmo sucede connosco, quando fazemos uma peregrinação: ao longo da estrada, voltam-nos à mente os factos da vida, e podemos amadurecer o seu sentido e aprofundar a nossa vocação, descoberta em seguida no encontro com Deus e no serviço dos outros… (Mensagem aos Jovens para a Jornada Mundial da Juventude, 27/02/2017).

12) Sede protagonistas da vossa história!
“Muitos dizem que vós, jovens, sois desmemoriados e superficiais. Não concordo, de jeito nenhum! Mas é preciso reconhecer que, nestes nossos tempos, há necessidade de recuperar a capacidade de refletir sobre a própria vida e projetá-la para o futuro. Ter um passado não é o mesmo que ter uma história. Na nossa vida, podemos ter tantas recordações, mas, delas, quantas constroem verdadeiramente a nossa memória? Quantas são significativas para os nossos corações e ajudam a dar um sentido à nossa existência? Os rostos dos jovens, nas «redes sociais», aparecem em muitas fotografias que contam acontecimentos mais ou menos reais, mas de tudo isso não sabemos quanto seja «história», experiência que possa ser narrada, dotada duma finalidade e dum sentido. Os programas na TV estão cheios dos chamados «reality shows», mas não são histórias reais; são apenas minutos que transcorrem diante duma telecâmara, nos quais as personagens passam o dia, sem um projeto. Não vos deixeis transviar por esta falsa imagem da realidade! Sede protagonistas da vossa história, decidi o vosso futuro!” (Mensagem aos Jovens para a Jornada Mundial da Juventude, 27/02/2017).

Número de Visitantes

Hoje 325

Ontem 414

Esta Semana 3891

Este Mês 1183

Total de Visitas 1563334

Estamos com 18 visitantes e 0 membros em linha

Contactos - APEL

Caminho dos Saltos, nº 6
       9050-219 Funchal
       Ilha da Madeira, Portugal

(+351) 291 740 470

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 mais contactos...

Mapa - Localização