User Rating: 5 / 5

Hoje, dia 4 de janeiro, faz 13 anos que faleceu o Padre Mário Casagrande, após uma intensa vida dedicada aos mais jovens, nomeadamente na nossa Escola.
Natural de Vittorio Veneto, Itália, onde nasceu a 25 de julho de 1930, professou na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus a 29 de setembro de 1948, e foi ordenado sacerdote a 23 de junho de 1957.
Enviado para Portugal, em 1959, trabalhou, em Coimbra, no Colégio Luís de Camões, até 1961, ano em que passou a exercer funções de Direção e docência no Colégio Infante D. Henrique, no Monte, Funchal, até 1978. A partir desse ano, assumiu a Direção da Escola Complementardo Til, hoje Escola da APEL, onde também foi docente, até 1984. Após um ano sabático, em Roma, Itália, em que se dedicou ao estudo do fenómeno da droga, voltou, em 1985, à Madeira, retomando as funções de docente na APEL. Mais tarde, em 1987, foi, de novo, nomeado Diretor da Escola da APEL, cargo que manteve até ao ano 2000.

20220105.jpg


A 5 de Outubro de 1998, recebeu do Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, a condecoração da “Ordem da Instrução Pública” com o grau de Comendador, “por serviços em prol da educação e do ensino”. E, no ano 2009, recebeu um galardão da ADCM (Associação para o Desenvolvimento Cultural do Monte), pela sua dedicação, no campo da educação, nessa freguesia.
No campo pastoral, é de salientar a assistência religiosa e moral nos Estabelecimentos Prisionais dos Viveiros e da Cancela, de que foi capelão, bem como o seu serviço na Igreja do Colégio, no Funchal, onde ia celebrar Missa aos Domingos, sendo muito apreciados o seu estilo pessoal e as suas homilias.
Hoje, à distância de 13 anos, desejamos sublinhar o seu exemplo de consagrado e sacerdote, totalmente entregue a Deus e às pessoas, em particular aos jovens no campo da educação e do ensino, e mostrar a nossa grande admiração e gratidão pelo seu estilo de homem simples, feliz, disponível, que encarava e exercia qualquer função, mesmo a mais humilde, com alegria, dedicação e competência.
Que o seu formidável exemplo de vida e a sua intercessão junto de Deus contribuam, agora, para renovar o nosso entusiasmo e a nossa entrega à missão educativa dos jovens que nos estão confiados.